Professor aborda o poder da psicanálise na correção de comportamentos - Revelando Sao Carlos
Home » Notícias » Professor aborda o poder da psicanálise na correção de comportamentos

Professor aborda o poder da psicanálise na correção de comportamentos

Soluções para problemas como corrupção, fanatismo religioso, violência e preconceito podem estar na psicanálise

Muito se discute sobre a solução para problemas como corrupção, fanatismo religioso, violência e preconceito. São comportamentos destrutivos presentes de forma tão comum no dia a dia do brasileiro, que muitas vezes são considerados normais, apesar de não serem. Uma das soluções para todas estas questões pode estar na psicanálise.

Para o psicanalista José Carlos Calich, professor visitante da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), esse tipo de comportamento rompe estruturas que são essenciais para o homem, como a consideração pelo próximo e o desejo de que a humanidade continue. “Será causado um grande problema se essa vontade individualista aumentar. Isso não vai dar certo”, previu o professor no último sábado (10) no 4º Psicanálise em Foco, evento que aconteceu no Campus São Carlos da UFSCar.

Calich explica que a solução para estes problemas não está apenas nos estudos sociais. Usando como exemplo o aumento dos casos de obesidade, um fenômeno universal, ele esclarece que é ingênua a ideia de que a causa seja o consumo exagerado de alimentos calóricos. “Tem mais explicações do que apenas isso”, ressalta. Segundo Calich, o México, que é um país em desenvolvimento, tem uma grande população obesa de baixa renda. “Isso prova que a questão da obesidade não está apenas ligada ao consumo de alimentos, assim como a violência não está ligada apenas à pobreza”.

Os estudos sobre o cérebro avançaram muito nos últimos anos e o caminho para a solução destes comportamentos destrutivos pode ocorrer por meio de análises pessoais. De acordo com o especialista, há diversas teorias na psicanálise que podem ser usadas para melhorar esses comportamentos, mas a medicina exige tempo e uma alta frequência de sessões com o terapeuta. Quanto mais tempo de consultório maior é o período de tratamento.

“Nós devemos respeitar o tempo psíquico para o tratamento, não o tempo tecnológico, imediatista. A objetividade do mundo atual mais nos confunde do que nos torna humanos”, afirma o psicanalista.

Para o docente, a psicanálise tem um poder multiplicador, no qual os efeitos da mudança vão se propagando, assim como o conhecimento. Ele afirma ainda que os psicanalistas deveriam participar de uma forma mais ativa das questões sociais e políticas, da construção e do desenvolvimento, pois a psicanálise tem uma outra maneira de entender as motivações do ser humano. “Promover uma educação sem ter uma visão psicanalítica é não usar tudo o que se tem para ajudar”, conclui o docente.

Acisc

Sobre: Equipe Revelando São Carlos

O Site Revelando São Carlos prima pela qualidade de suas informações, pois considera importante qualificar as discussões nas suas áreas de maior abrangência, como política, economia, educação, assuntos de relevância social, etc, a fim de prestar o melhor serviço a nossos leitores.

Deixe uma resposta

Seu e-mail (obrigatório)Necessário *

*