Cidade

Uso de máscara volta a ser obrigatório nas repartições públicas de São Carlos

Para as demais atividades o Comitê também recomenda o uso

O Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus de São Carlos se reuniu na manhã desta sexta-feira (27/05) com representantes da Secretaria da Saúde, do Departamento de Vigilância em Saúde. Na reunião, foi realizada uma avaliação do quadro epidemiológico do município e foram apresentados os números de casos positivos de COVID-19 desde o início do mês de maio.

“Somente nesse mês já foram registrados 3.846 casos de síndrome gripal, sendo que 1.412 (36,71%) testaram positivo para COVID-19, um aumento de 955 casos de síndrome gripal e de 12,78% dos casos de COVID-19, em comparação ao mês de abril, onde tivemos um total de 2.891 casos de síndrome gripal, sendo que desses, 692 (23,93%) testaram positivo para COVID-19”, revelou Crislaine Mestre, diretora de Vigilância em Saúde.

De acordo com o presidente do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus e secretário de Planejamento e Gestão, Bill Moreira, “em virtude do aumento do número de casos positivos nos primeiros 27 dias de maio e também do aumento de pessoas com síndrome gripal procurando atendimento na rede pública, recomendamos ao prefeito Airton Garcia o retorno obrigatório da máscara em todas as dependências da administração direta e indireta. Ele autorizou e no Diário Oficial deste sábado (28/05) já publicamos o novo decreto”.

O Comitê também solicitou a área da saúde um novo espaço para triagem da síndrome gripal.  A medida tem como objetivo aliviar o atendimento nas unidades de saúde, incluindo as UPAS. Também será recomendado aos promotores de eventos a importância da exigência do uso de máscaras de forma correta e a exigência da carteira de vacinação atualizada, além dos protocolos sanitários. Para as escolas também será recomendado que alunos, professores e funcionários, retomem o uso de máscaras.

“O uso de máscaras é importante como medida de proteção, pois funciona como uma barreira física para a liberação de gotículas no ar quando há tosse, espirros e até mesmo durante conversas. Ressaltamos, ainda, que devem ser mantidas as ações de comunicação à população sobre a importância da adoção de medidas como evitar aglomerações, uso obrigatório de máscaras em ambientes fechados, higienização das mãos sempre que possível com água e sabão e quando não com álcool  70%, reforçar sobre a importância de procurar os serviços de saúde diante do aparecimento dos sintomas”, disse a secretária de Saúde, Denise Mello Martins Gualtieri.

Em São Carlos já foram aplicadas 630.746 doses das vacinas contra a COVID-19, sendo 241.151 referente a primeira dose, ou seja 94,76% da população já foi imunizada com a dose inicial; 222.630 de segunda dose (87,48% da população em geral) e 166.965 doses de reforço (65,60% da população em geral).

O Departamento de Vigilância em Saúde também informou que de acordo com o relatório analítico de faltosos do Vacivida, a cidade contabiliza 11.393 pessoas sem a segunda dose da vacina contra a COVID-19 e 53.818 que ainda não tomaram a dose de reforço (terceira dose).

Mostrar mais

Revelando São Carlos

O Site Revelando São Carlos prima pela qualidade de suas informações, pois considera importante qualificar as discussões nas suas áreas de maior abrangência, como política, noticias de São Carlos e região, economia, educação, assuntos de relevância social, etc, a fim de prestar o melhor serviço a nossos leitores.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
%d blogueiros gostam disto: